Fecomércio-MS se reúne com senadora para debater Fórum de Integração MS Certo

AddToAny buttons

Compartilhe
25 A 26 dez 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
"Queremos ser parceiros, mas também queremos ser um ator, trabalhando, e, para isso, temos estrutura", afirmou Edison Araújo, presidente da Federação
"Queremos ser parceiros, mas também queremos ser um ator, trabalhando, e, para isso, temos estrutura", afirmou Edison Araújo, presidente da Federação
Crédito
Fecomércio-MS

O presidente da Fecomércio de Mato Grosso do Sul, Edison Araújo, se reuniu com a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) e apresentou o Fórum de Integração MS Certo. A reunião contou também com as participações da diretora regional do Sesc, Regina Ferro, do diretor regional do Senac, Vítor Mello, e do presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul, Daniel da Silva Amado Felício, que é conselheiro titular no Conselho Condel/Sudeco.

“Temos muito interesse em estar juntos nesse projeto para apontar soluções, especialmente alinhados nas áreas de saúde e educação. Queremos ser parceiros, mas também queremos ser um ator, trabalhando, e, para isso, temos estrutura. Temos, por exemplo, a unidade móvel na unidade de saúde do Sesc Saúde da Mulher, para levar exames oncológicos aos municípios”, disse o presidente do Sistema Fecomércio-MS. O presidente se comprometeu com fornecer relatório de todas as ações desenvolvidas pelo Sistema durante o período da pandemia, voltadas ao setor empresarial, que atravessa momento de dificuldades e ainda no campo assistencial. Também ficou acertada uma nova reunião, em data a ser combinada, para estreitar a parceria.

Ação suprapartidária

Soraya garantiu que a ação tem caráter suprapartidário. “Para mim, é importante ter o setor produtivo nesta empreitada, especialmente neste momento de pandemia, quando precisamos estar juntos para recuperar nossa economia”, disse. A senadora explicou que o projeto se dá a partir da identificação de gargalos de todos os setores para proposição de soluções. ”O Consórcio Brasil Central conta com mais três estados, que são Tocantins, Maranhão e Rondônia, e o MS Certo é o guarda-chuva de possibilidades para desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, explicou, ressaltando que, dentre os projetos abarcados, está a infraestrutura com ampliação da rede de internet Wi-Fi.

Também mencionou linha com R$ 1 bilhão aportado para ações de desenvolvimento do setor produtivo. “Estamos convidando vocês para serem essa porta em Brasília para tudo o mais que for necessário”, resumiu, se colocando à disposição para atuar em prol do destravamento de processos necessários ao desenvolvimento.